• about me
  • menu
  • categories
  • Emy Teranishi

    Emy Teranishi

    A menina que cresceu sonhando em ir para Hogwarts. Agora, aos 27 anos, só quer descobrir como ser ela mesma num mundo cheio de padrões. Escreve porque os pensamentos transbordam e lê porque os livros são seu refúgio. Mãe de uma menina, dois cachorros e muitos sonhos. Sinta-se em casa e não repara na bagunça, a mudança é constante por aqui ♥

    autor: Pixabay

    Você vai me achar muito estranha se eu disser que, de repente, percebi que as segundas não são tão terríveis assim?
    Comecei a pensar que, muito provavelmente o dia se torne ruim quando estamos numa fase ruim, o que indica que a culpa não é do dia em si... Então parei de achar que a culpa da semana ser ruim é da segunda feira.

    Hoje, por exemplo, nessa segunda feira gelada e cinzenta, recebi uma novidade que me deixou feliz Esse bloguinho coisudinho da minha vida foi aprovado num projeto super cool da editora PenDragon. O projeto "primeiras impressões" é como uma desgustação dos lançamentos da editora, vou compartilhar com vocês o que eu achei de cada obra que receber e juntos poderemos morrer de curiosidade  conhecer um pouco de cada história.

    Eu conheci a editora quando fui na feira de Unesp. E, sabem o que é mais legal? A editora é voltada e super dedicada aos autores nacionais, valorizando histórias que muitas vezes são ignoradas por outras editoras. Não é muito amor?

    E outra coisa que deixou minha segunda feira mais bonita, foi o novo layout do blog. Gostaram?
    Se você quiser, pode adquirir um dos temas da talentosa Gabriela na loja dela lá no Etsy. (lembrando que é preciso ter uma conta no paypal, pois a plataforma é americana). Além do novo visual, tô trabalhando mais na organização do blog. Em Categorias vocês podem conferir minhas últimas leituras, saber mais sobre o que achei dos últimos filmes, series e documentários na sessão pipoca, em fotografia vão poder ver minhas fotografias e quais são as minhas inspirações, em porta treco vai ter um apanhado de coisas legais, como freebies ou dicas variadas, pessoalidades é como o meu diário-confessionário, um lugar para meus pensamentos, reflexões ou devaneios e por fim temos a sessão projetos, onde poderão conferir tudo que andei aprontando.

    Ah, o calendário de postagens também terá uma organização: postarei duas vezes por semana e alguns posts possuem data fixa, como o resumo mensal que será todo dia 1, o projeto "Cartas para você" que é liberado todo dia 10 e o "Favoritos do mês" que eu pretendo fazer todo dia 15.

    Espero que todos continuem me acompanhando e curtam essa nova "fase" do blog, que está pertinho de completar 1 ano! (Ele foi criado em maio, mas a primeira postagem foi no dia 31/07, que é a data que eu considero como oficial).

    Não esquece de assinar a newsletter lá embaixo do blog, para receber todas as novidades em primeira mão. Obrigada por me acompanhar ou por conhecer meu trabalho, por comentar e espalhar amor ♥


    E você, como foi a sua segunda feira?

    . 28 de mai de 2018 .

    A melhor segunda feira do mês ♥

    popular posts

    . 28 de mai de 2018 .

    autor: Pixabay

    Você vai me achar muito estranha se eu disser que, de repente, percebi que as segundas não são tão terríveis assim?
    Comecei a pensar que, muito provavelmente o dia se torne ruim quando estamos numa fase ruim, o que indica que a culpa não é do dia em si... Então parei de achar que a culpa da semana ser ruim é da segunda feira.

    Hoje, por exemplo, nessa segunda feira gelada e cinzenta, recebi uma novidade que me deixou feliz Esse bloguinho coisudinho da minha vida foi aprovado num projeto super cool da editora PenDragon. O projeto "primeiras impressões" é como uma desgustação dos lançamentos da editora, vou compartilhar com vocês o que eu achei de cada obra que receber e juntos poderemos morrer de curiosidade  conhecer um pouco de cada história.

    Eu conheci a editora quando fui na feira de Unesp. E, sabem o que é mais legal? A editora é voltada e super dedicada aos autores nacionais, valorizando histórias que muitas vezes são ignoradas por outras editoras. Não é muito amor?

    E outra coisa que deixou minha segunda feira mais bonita, foi o novo layout do blog. Gostaram?
    Se você quiser, pode adquirir um dos temas da talentosa Gabriela na loja dela lá no Etsy. (lembrando que é preciso ter uma conta no paypal, pois a plataforma é americana). Além do novo visual, tô trabalhando mais na organização do blog. Em Categorias vocês podem conferir minhas últimas leituras, saber mais sobre o que achei dos últimos filmes, series e documentários na sessão pipoca, em fotografia vão poder ver minhas fotografias e quais são as minhas inspirações, em porta treco vai ter um apanhado de coisas legais, como freebies ou dicas variadas, pessoalidades é como o meu diário-confessionário, um lugar para meus pensamentos, reflexões ou devaneios e por fim temos a sessão projetos, onde poderão conferir tudo que andei aprontando.

    Ah, o calendário de postagens também terá uma organização: postarei duas vezes por semana e alguns posts possuem data fixa, como o resumo mensal que será todo dia 1, o projeto "Cartas para você" que é liberado todo dia 10 e o "Favoritos do mês" que eu pretendo fazer todo dia 15.

    Espero que todos continuem me acompanhando e curtam essa nova "fase" do blog, que está pertinho de completar 1 ano! (Ele foi criado em maio, mas a primeira postagem foi no dia 31/07, que é a data que eu considero como oficial).

    Não esquece de assinar a newsletter lá embaixo do blog, para receber todas as novidades em primeira mão. Obrigada por me acompanhar ou por conhecer meu trabalho, por comentar e espalhar amor ♥


    E você, como foi a sua segunda feira?

    . 16 de mai de 2018 .


    Se tem uma coisa que eu sempre gostei de fazer, essa coisa sempre foi fazer listas. De músicas preferidas, de lugares para conhecer, de filmes para ver. Confesso que baseado nisso, eu estou tentando criar o meu bujo - mas ainda não tive sucesso. Mas o post de hoje não é para falar sobre o meu fracasso em tornar minha mania de listar tudo em algo mais bonito e organizado tipo o bujo; o post de hoje é mais um projeto (digamos assim) criado pela Clau, do O pequeno lírio.

    Sem uma data definida, iremos postar os favoritos do mês com base em 6 categorias, inicialmente. É tipo aqueles vídeos das blogueirinhas sobre os produtos favoritos comprados no mês - só que sem produtos e em formato de post. Vamos logo ao que interessa para vocês poderem entender melhor isso tudo, rs.

    • Me inspirou
    (Qualquer coisa que tenha me inspirado de alguma forma. Pode ser objetos, textos, frases, comidas, pessoas...)

    As fotografias da Andrea, do toffee Drops. Conheci o blog dela esses dias e já fui stalkear todas as redes sociais dela e ah... Quanto amor em formato de fotografia! ♥

    • Tô amando
    (Coisas materiais que eu esteja gostando como produtos de beleza, roupas, jogos, comidas...)

    Ganhei esse tênis lin-do da minha madrinha e não tiro mais ele dos meus pés. É o conforto em forma de tênis.

    • Sessão Pipoca
    (Um compilado do que eu mais gostei de assistir. Pode ser seriados, filmes, curtas, desenhos, animações e até mesmo canais do youtube...)

    Tenho assistido muitas coisas desde que 2018 começou (graças à minha irmã que criou um perfil para mim na Netflix. Obrigada irmã ♥). O que terminei recentemente foi a primeira temporada de Hannibal, tentei assistir Aniquilação e tô super ansiosa para a estréia da segunda temporada de 13 Reasons Why. No cinema, eu fui assistir os Vingadores: Guerra Infinita e meu coração não se recuperou do baque até hoje. 

    • Música
    (...ou letras de música, estrofes ou um artista estiloso mesmo. rs)

    Voltei para os meus 16 anos onde eu escrevia fanfics para essa banda que gosta de fazer as fãs de trouxas. Pronto, falei.

    • Lendo
    (Livros, blogs, sites, jornais, revistas, banners de rua...)


    Esse livro que se tornou meu livro de cabeceira. ♥

     • Foto
    (A foto que eu mais gostei de tirar. A mais bonita ou que me lembre um bom momento)



    Eu não tirei muitas fotos nesses últimos tempos por motivo de: eu estava sem celular e no dia-a-dia eu prefiro fotografar com o celular. Tenho uma câmera digital, mas eu a uso mais para filmar. Essa foto eu fiz num domingo na Av. Paulista. Nunca tinha andado por lá no final de semana e foi bem bacana ♥


    E esse foi o primeiro #favoritos aqui do blog. Passem no blog da Clau para conferir os favoritos dela também ♥
    Um beijo e até a próxima!
    . 13 de mai de 2018 .

    A minha gravidez foi planejada, mas o depois foi bem diferente do que eu imaginei.
    Eu sabia que não seria fácil, ninguém precisou me dizer, mas o que eu não sabia era o quanto a maternidade me transformaria.

    Desde nova eu sabia que não queria ser mãe muito tarde. Eu sabia que queria acompanhar a infância, adolescência e a vida adulta do meu filho. Queria ser uma mãe presente.

    A gestação foi tranquila. Não tive muitos enjoos, embora tivesse bastante azia. Não tive desejos excêntricos, mas sentia fome às 3 horas da manhã. Parei de beber refrigerante e deixei de comer chocolate. Foram 38 semanas que ora pareciam passar rápido e ora devagar demais.

    Quando minha filha veio ao mundo, eu mal conseguia descrever a minha emoção. Segura-la pela primeira vez em meu colo me fez parecer tão forte e ao mesmo tempo tão vulnerável. Eu seria capaz de protege-la de tudo? Seria uma boa mãe?
    Conforme os dias foram passando naquela minha nova realidade, meu coração se enchia de alegria e de medos. Quando a gente se torna mãe, até mesmo uma brisa no fim de tarde passa a ser uma ameaça. 

    3 anos já se passaram desde que me transformei em mãe. E foram 3 anos (4 se contarmos a gestação) em que tive todo o tipo de sentimento. Medo, alegria, frustração, dúvida, amor pleno.
    E eu aprendi que, o que ninguém te fala sobre ser mãe é que não vamos estar no controle sempre. Que perdemos noites de sono - e muitos fios de cabelo. Que vamos nos desesperar mais do que gostaríamos e pelos mais variados motivos, desde os mais banais aos mais sérios. Que o desejo de querer sumir por alguns dias - às vezes por alguns meses vai ser recorrente. Que vamos ter que comer doce escondido, sim. Que vamos ter que abrir mão de muita coisa. Que vamos desejar ter férias a cada dois dias. Que vamos brigar e gritar - e depois vamos nos arrepender e sentir o coração pesado. Que vamos ficar com os peitos caídos - não é regra, mas eu fiquei - mas tá tudo bem em relação a isso.
    Eu aprendi e aprendo todo dia sendo mãe.

    Embora não seja um mar de rosas, nunca existiu em mim sentimento mais verdadeiro e puro. Às vezes me pego olhando para minha filha enquanto ela dorme no meu colo ou enquanto brinca e, não há nada que me dê mais paz do que ela. Sua existência é o bastante para me manter sã quando acho que vou enlouquecer.
    Ela é a minha gravidade. Ela que me mantém presa ao chão.

    Então, mesmo que às vezes eu ache que não seja capaz, eu não mudaria nada.

    Feliz dia das mães para todas as mães descabeladas, desesperadas por férias, mas que ainda assim carregam o amor mais sincero no coração

    . 10 de mai de 2018 .

    Photo @k.paukshtite
    São Paulo, 10 de Maio de 2018

    Oi, tudo bem?

    Ultimamente eu tenho pensado bastante em como tem se tornado difícil viver. Parece que a todo momento somos bombardeados com criticas maldosas, ofensas, ódio gratuito. Fica aquela sensação de que a escuridão nos espreita em todo canto, só esperando por um deslize, por um momento de fraqueza para dar o bote.

    Talvez seja um pouco de exagero da minha fértil imaginação. Mas, se você se identificou um pouco, talvez eu possa compartilhar com você a minha estratégia de sobrevivência.

    Certa vez, uma amiga me disse que precisamos da escuridão para conseguir apreciar a luz. Também tem uma música que eu gosto muito que fala algo parecido. E, da mesma maneira que pensei sobre a dificuldade de viver em tempos de ódio gratuito, pensei sobre as coisas e sobre as pessoas que nos fazem querer vencer a escuridão. Porque é o que ela quer, não é? Ela quer que a gente desista de tudo que tem um significado importante.

    Depois de muito refletir, cheguei a conclusão de que continua difícil viver nisso que se tornou o nosso mundo nos últimos tempos. Mas, para cada grito de ódio, haverá um sussurro pela paz. 

    O que eu quero dizer é que devemos ser leves. Desconsiderar aquele mau humor das pessoas pela manhã, dos passageiros sem educação, das ofensas sem sentido. Afinal, uma coisa só tem poder sobre a gente se dermos esse poder a ela.

    E quando você sentir que vai explodir, respire fundo. Feche os olhos e diga a si mesmo que tudo vai ficar bem. Pense no seu lugar preferido, no melhor abraço do mundo, naquele doce que você adora. Não desista de ser a sua melhor versão todos os dias, mesmo sabendo que é imperfeito.

    Precisamos entender que todo mundo tá nessa junto, ou seja, todo mundo tem dias difíceis, mas às vezes não consegue lidar com isso e desconta em quem vê pela frente. E às vezes é você que está na frente dessa pessoa no pior dia dela. E também acontece da gente descontar de volta. Acontece, mas não deve se tornar um hábito. Ao invés disso, podemos tentar a empatia, ainda que no começo seja estranho se colocar no lugar daquele que nos ofende. Aos poucos, vamos entendendo a nossa própria essência e assim conseguiremos sobreviver sem enlouquecer.

    Quando o ódio te abraçar, seja leve. Não dê ouvidos aos boatos, comentários maldosos, pessimismos. Seja grato. Seja gentil. Seja forte. Seja humano. Seja a sua própria luz a irromper na escuridão.

    O mundo tá difícil, mas ainda há esperança.


    - Essa carta é parte do projeto CARTAS PARA VOCÊ ♥,  feito junto com o Diego do blog Vidas e Letras  e a Monique do blog Vivendo Sentimentos.  Postaremos cartas com temas aleatórios todo dia 10 de cada mês.  Você também pode participar. Envie o link de seu texto para vidaeletras@gmail.com
    . 7 de mai de 2018 .

    Se você espera uma atmosfera mais à la CSI, com corpos e cenas de autopsia e tudo o que transcorre em torno das investigações até a captura do assassino, sinto muito lhe informar que em Mindhunter temos muito mais o lado psicológico e assustadoramente profundo dos assassinos do que o ato do assassinato em si. Questões como Por que ele fez o que fez? O que sentiu enquanto matava? Sente vontade de fazer de novo? são trazidas à tona a todo momento.


    Vai te prender no sofá
    A atmosfera é bem densa. Não há um episódio "suave" e, mesmo que não tenha cenas de corpos mutilados e das torturas em si (em alguns capítulos vemos as fotografias das cenas dos crimes e, embora sejam poucas as vezes que isso acontece, vai por mim, te deixam impressionado), existe a certeza de que tudo que é dito nas entrevistas, aconteceu de verdade. E isso foi um fator que me marcou muito, tanto na leitura (falei do livro nesse post aqui) quanto na serie. Me peguei diversas vezes fazendo a pergunta: como eu lidaria diante de um assassino tão inteligente e tão cruel ao mesmo tempo? E não se sinta culpadx se em determinado momento você se admirar por tamanha simpatia que é o Ed Kemper.

    Descobri que Pizza vai bem em qualquer situação. Qualquer situação MESMO.

    O John Douglas da vida real se torna Holden Ford (Jonathan Groff) na série, assim com seu parceiro Robert Ressler vira Bill Tench (Holt McCallany). Os nomes mudam, mas seus papéis dentro do FBI continuam o de extrema importância. Holden é incansável e sua curiosidade a respeito da mente dos assassinos o torna um tanto paranóico. Acompanhando a sua evolução pessoal e profissional, podemos notar a transformação do Holden do primeiro para o último episódio.

    A segunda temporada promete

    David Fincher (Garota exemplar) continua na direção da segunda temporada, juntamente com Andrew Dominik (O assassinato de Jesse James pelo covarde Robert Ford) e Carl Franklin (13 Reasons why), ainda não há data prevista de estreia, mas já podemos esperar uma grande caçada (quem assistiu a primeira temporada já sabe do que tô falando e quem ainda não viu, corre que ainda dá tempo!) e mais alguns dos seriais killers que aterrorizaram o FBI.

    E, enquanto não temos a segunda temporada, vejam o outro lado do agente Ford. (Boatos dizem que, antes de entrar no FBI, ele tentou a carreira de cantor.)

    Brincadeiras à parte, a atuação de todos está de cair o queixo. Principalmente dos atores que interpretaram Ed Kemper e Richard Speck. De certo, não deve ser nada fácil transmitir a energia de um serial killer.

    Netflix, espero que a segunda temporada não demore a sair... Isso seria um crime!

    . 2 de mai de 2018 .


    Como era de se esperar, eu vim aqui reviver com vocês os melhores - ou não - momentos desse mês que se foi e talvez deixe saudades - ou não.

    Comecei projetos
    Uma revolução para quem vivia com medo de não conseguir dar andamento em projetos de qualquer natureza. Eu geralmente sonho, faço listas, planejo, sonho mais um pouco, mas quando tenho que colocar em prática, desisto. Isso já aconteceu com pequenos empreendimentos (mas não é algo que desisti totalmente, só entendi que preciso ir contra o impulso, porque afinal, um negócio próprio por mais pequeno que seja, exige dedicação e cuidados. Mas isso é um assunto para outro momento). Estou bem contente com o andamento deles! Se você ainda não sabe do que eu estou falando, pode conhecer um pouco mais sobre o projeto Gratitude aqui e um pouco mais sobre o projeto Cartas para você, que é feito em parceria com o querido Diego do blog Vidas e Letras lendo esse post que ele publicou.

    Tô construindo o meu "armário cápsula"
    Posso contar um segredo entre amigxs? Não aderi o conceito por ele ser ecológico. Quer dizer, esse não foi um dos critérios, apesar de ser uma consequência muito boa. Quando eu li sobre a ideia lá no blog da Maki fiquei pensando na minha insatisfação com meu estilo atualmente e em como isso estava me afetando. Olhar para o guarda roupa cheio e não encontrar absolutamente nada para usar. E ao me vestir, nunca ficava feliz com o resultado - mesmo que as peças estivessem ornando, eu não me sentia bem. Vou fazer um post sobre a experiência mais pra frente, se vocês quiserem ;)


    Mercúrio retrógrado quis que eu ficasse sem meu celular
    Ok, brincadeiras à parte porque não quero enfurecer mercúrio, eu realmente fiquei um mês sem meu celular. Sem whatsapp, sem redes sociais, sem nada. E apesar de ter sido ruim, não foi desesperador. Um pouco frustrante claro, porque eu tinha acabado de receber minha compra e na mesma semana ele quebrou, ai fui na certeza de que comprar a peça para trocar no mercado livre seria uma boa, mas ai fui enrolada pelo vendedor, que me vendeu uma peça que não funcionava e me enrolou para fazer a troca/devolução... Mas enfim. Tá tudo bem, sobrevivi. Mas de uma coisa eu tenho certeza depois dessa: não compro mais nada no mercado livre! Mais alguém com experiência traumática no mercado livre para conversar comigo? Vamos fazer um grupo de apoio aos traumatizados... Ok, parei.

    Comprei mais livros e assisti mais filmes e series
    Abril foi o mês que mais comprei livros em 2018 até agora, um total de 11 - mas um ainda não chegou, então não sei se conta. 8 livros eu comprei na feira da Unesp que aconteceu no comecinho do mês, 2 eu comprei no bazar do centro espírita que frequento e 1 - somente um, acreditem - eu comprei na promoção da semana do livro na Amazon.
    E sobre os seriados... Ah, meus amigos, quero dizer que o mundo dos doramas é um caminho sem volta! Depois que assisti ao primeiro, não parei mais! Eu vou falar sobre eles logo logo (Re:Mind e Oh My Ghost - esses são os que terminei em abril. Andei pensando se faço vídeos pro canal falando sobre isso... O que vocês acham? Faço vídeo ou melhor continuar somente com o blog? Vocês me acompanhariam no blog e no youtube, caso eu fizesse vídeos desse tipo?)
    Oh My Ghost roubou meu ♥
    Os Blogs e Canais que conheci esse mês
    Esse mês que se passou foi o mês que o blog teve mais publicações desde que ele foi criado! E em partes eu fico muito feliz por ter conseguido isso, mas sinto que ainda falta muito para eu estar completamente satisfeita com ele. Mas enfim, esse mês conheci alguns blogs e um dos que entrou para a minha lista dos queridíssimos foi o da Maíra. É um blog bem pessoal, cheio de textos e fotos aconchegantes. O tipo de blog que bateu uma identificação em mim, sabe?
    E eu conheci dois canais que eu não paro de assistir mais (quando não estou maratonando na netflix, eu maratono no youtube 😆)
    Um deles é o da Carol e ela fala bastante sobre filmes e series e é muito fácil de gostar da maneira que ela fala, não é cansativo, sabe?

    E o outro canal que eu conheci e fiquei me perguntando porque não tinha conhecido antes, é o Observatório Potter. Nem preciso falar sobre o que é o canal, né?


    E foi tudo isso que aconteceu por aqui, gentem. Como foi o quarto mês de dois mil e dezoito para vocês? Me contem aqui nos comentários, vou ficar muito feliz em receber o feedback de vocês ♥