• about me
  • menu
  • categories
  • Emy Teranishi

    Emy Teranishi

    A menina que cresceu sonhando em ir para Hogwarts. Agora, aos 27 anos, só quer descobrir como ser ela mesma num mundo cheio de padrões. Escreve porque os pensamentos transbordam e lê porque os livros são seu refúgio. Mãe de uma menina, dois cachorros e muitos sonhos. Sinta-se em casa e não repara na bagunça, a mudança é constante por aqui ♥

    10 de agosto de 2018.

    Olá, você.
    Hoje é mais um dia 10, mais um dia onde eu escreveria uma carta aleatória com a intenção de confortar o coração de alguém. Mas hoje a carta não vai ser para consolar ninguém.

    Hoje eu escrevo uma carta de despedida.

    Ou quem sabe, seja apenas um "até breve". Eu vou ser o mais sucinta possível, então por favor, fica comigo até a última linha dessa carta, que foi feita para você, que foi leitor e amigo do blog durante esse 1 ano de existência.

    Durante o tempo que mantive esse blog no ar, desde o primeiro post até esse daqui, muita coisa aconteceu comigo e, tudo o que passou - e eu sequer relatei aqui - me tocou, me sacudiu e me transformou. Minha forma de pensar sobre muitas coisas mudou e eu sei que vai continuar mudando. Sendo assim, o blog passou a ser parte de quem eu era antes e por mais que eu tenha muito carinho por ele, não consigo mais seguir com ele. Ele não me traz memórias ruins, não é isso. É só que, parece que ele se tornou uma roupa que não me serve mais. 

    Não vou dizer que cansei de blogar, que estou desanimada para escrever. Eu só preciso de um tempo longe para juntar as novas peças, para descartar o que não me agrada, respirar aliviada sem sentir que estou faltando com respeito ao abandonar o blog e vocês. 

    Talvez você esteja pensando que eu só estou cansada, que eu não preciso abandonar o blog e que com um pouco de esforço eu vou conseguir superar isso. Talvez com outras pessoas isso funcione. Mas cada um age de um jeito diante de determinada situação. Tem gente que enfrenta, tem gente que corre. E ninguém está errado ao decidir o que é melhor para si, pois cada um conhece melhor do que ninguém o que há em seu interior.

    Dito tudo isso, espero que você me entenda e que, acima de tudo, respeite minha escolha. 
    Se um dia eu voltar, com esse ou com um blog totalmente novo, que a gente possa continuar trocando conhecimento e carinho, como se esse adeus nunca tivesse acontecido.

    E se de alguma maneira esse 'adeus' te fez refletir, lembre-se: não tenha medo de tomar as rédeas e fazer sua escolha. Você não vai ser um fracasso se abrir mão de alguma coisa. Você não precisa agir de tal maneira só porque todo mundo faz ou faria isso no seu lugar. Como eu disse: cada um sabe o que é melhor para si.

    O blog vai continuar no ar, eu vou continuar visitando e comentando nos blogs que eu admiro e as resenhas dos autores parceiros vão ser publicados no instagram, porque eu não posso deixar de enaltecer aquilo que é valioso.

    Eu agradeço imensamente a você que me acompanhou durante todo esse tempo. Cada comentário, cada amizade que eu conquistei significa muito pra mim ♥ (um beijo mais do que especial para o Diego do blog Vidas e Letras, que me permitiu participar desse projeto incrível).

    Então, se você leu até aqui, eu deixo meus sinceros agradecimentos e quem sabe um dia eu volte por essas terras mágicas que é o mundo dos blogs. Até esse dia chegar, eu desejo que você (blogueiro ou apenas leitor) continue trilhando um caminho de luz e cheio de coisas boas.

    Com amor, Emy
    . 10 de ago de 2018 .

    Adeus, é preciso dizer...

    popular posts

    . 10 de ago de 2018 .

    10 de agosto de 2018.

    Olá, você.
    Hoje é mais um dia 10, mais um dia onde eu escreveria uma carta aleatória com a intenção de confortar o coração de alguém. Mas hoje a carta não vai ser para consolar ninguém.

    Hoje eu escrevo uma carta de despedida.

    Ou quem sabe, seja apenas um "até breve". Eu vou ser o mais sucinta possível, então por favor, fica comigo até a última linha dessa carta, que foi feita para você, que foi leitor e amigo do blog durante esse 1 ano de existência.

    Durante o tempo que mantive esse blog no ar, desde o primeiro post até esse daqui, muita coisa aconteceu comigo e, tudo o que passou - e eu sequer relatei aqui - me tocou, me sacudiu e me transformou. Minha forma de pensar sobre muitas coisas mudou e eu sei que vai continuar mudando. Sendo assim, o blog passou a ser parte de quem eu era antes e por mais que eu tenha muito carinho por ele, não consigo mais seguir com ele. Ele não me traz memórias ruins, não é isso. É só que, parece que ele se tornou uma roupa que não me serve mais. 

    Não vou dizer que cansei de blogar, que estou desanimada para escrever. Eu só preciso de um tempo longe para juntar as novas peças, para descartar o que não me agrada, respirar aliviada sem sentir que estou faltando com respeito ao abandonar o blog e vocês. 

    Talvez você esteja pensando que eu só estou cansada, que eu não preciso abandonar o blog e que com um pouco de esforço eu vou conseguir superar isso. Talvez com outras pessoas isso funcione. Mas cada um age de um jeito diante de determinada situação. Tem gente que enfrenta, tem gente que corre. E ninguém está errado ao decidir o que é melhor para si, pois cada um conhece melhor do que ninguém o que há em seu interior.

    Dito tudo isso, espero que você me entenda e que, acima de tudo, respeite minha escolha. 
    Se um dia eu voltar, com esse ou com um blog totalmente novo, que a gente possa continuar trocando conhecimento e carinho, como se esse adeus nunca tivesse acontecido.

    E se de alguma maneira esse 'adeus' te fez refletir, lembre-se: não tenha medo de tomar as rédeas e fazer sua escolha. Você não vai ser um fracasso se abrir mão de alguma coisa. Você não precisa agir de tal maneira só porque todo mundo faz ou faria isso no seu lugar. Como eu disse: cada um sabe o que é melhor para si.

    O blog vai continuar no ar, eu vou continuar visitando e comentando nos blogs que eu admiro e as resenhas dos autores parceiros vão ser publicados no instagram, porque eu não posso deixar de enaltecer aquilo que é valioso.

    Eu agradeço imensamente a você que me acompanhou durante todo esse tempo. Cada comentário, cada amizade que eu conquistei significa muito pra mim ♥ (um beijo mais do que especial para o Diego do blog Vidas e Letras, que me permitiu participar desse projeto incrível).

    Então, se você leu até aqui, eu deixo meus sinceros agradecimentos e quem sabe um dia eu volte por essas terras mágicas que é o mundo dos blogs. Até esse dia chegar, eu desejo que você (blogueiro ou apenas leitor) continue trilhando um caminho de luz e cheio de coisas boas.

    Com amor, Emy