• about me
  • menu
  • categories
  • Emy Teranishi

    Emy Teranishi

    A menina que cresceu sonhando em ir para Hogwarts. Agora, aos 27 anos, só quer descobrir como ser ela mesma num mundo cheio de padrões. Escreve porque os pensamentos transbordam e lê porque os livros são seu refúgio. Mãe de uma menina, dois cachorros e muitos sonhos. Sinta-se em casa e não repara na bagunça, a mudança é constante por aqui ♥

    Para o ano que se foi

    São Paulo, 31 de dezembro de 2017.

    Querido 2017. Hoje é seu último dia.
    Eu não sei qual palavra seria melhor para te descrever. Não tem como te definir como bom ou ruim, simplesmente. Porque você foi um pouco dos dois. Na verdade, foi o extremos dos dois lados.

    Esse ano que passou foi turbulento, revelador, desafiador. Eu senti, em muitos momentos, que estava prestes a enlouquecer. Juro, eu achei que realmente ia perder as estribeiras, como falam por aí. Senti cada parte de mim se despedaçar e tive pensamentos ruins. Não sobre o mundo, mas sobre mim. Sobre o meu propósito nessa vida. Não fique triste, sei que a culpa não foi sua. Sei que muitas pessoas te julgaram como o pior ano de todos os tempos, mas, eu sei que não é culpa sua.

    Por outro lado, sinto que esse foi o ano em que mais me libertei.
    Parei de me preocupar com o que os outros vão achar das minhas escolhas. Ter um blog pra quê? Essa roupa não combina com você. Seu cabelo fica melhor comprido. Tudo isso passou a ser blablabla. E não me arrependo de não dar ouvidos para o que os outros falam.
    E no meio das turbulências, encontrei meu eu espiritual. Pratiquei mais a empatia e a gratidão. Estou aprendendo a não julgar. E ainda estou tentando ser um ser humano melhor dia após dia. Não é fácil, mas eu não vou desistir.
    Também parei de achar que eu não sou boa o suficiente. Coloquei em minhas mãos a minha felicidade. Estou me aceitando como sou, cheia de falhas. Imperfeita. Humana.

    Não tô dizendo que agora sou invencível. Eu ainda tenho dúvidas e receios. Sei que ainda corro o risco de desanimar diante de um dia ruim. Mas, é como dizem, não é? É só um dia ruim, não uma vida ruim.

    2017... Você está indo embora e tudo o que posso dizer é que eu aprendi com você. A ser forte. A ser humana. A ser uma versão melhor de mim em cada novo dia. A ter esperança de que o mundo pode e vai ser melhor.
    Confesso que quis que você acabasse ali no meio do ano mesmo, mas sei que tudo acontece no seu tempo. Hoje posso olhar para você e ter a certeza de que quando olhar para trás, irei me lembrar de cada perda e de cada conquista com orgulho.

    Obrigada por ter sido um ano de reviravoltas e surpresas. Talvez eu sinta saudades, mas sinceramente espero que 2018 seja um ano bem melhor.

    Adeus, 2017.
    Com amor, Emy.


    São Paulo, 31 de dezembro de 2017.

    Querido 2017. Hoje é seu último dia.
    Eu não sei qual palavra seria melhor para te descrever. Não tem como te definir como bom ou ruim, simplesmente. Porque você foi um pouco dos dois. Na verdade, foi o extremos dos dois lados.

    Esse ano que passou foi turbulento, revelador, desafiador. Eu senti, em muitos momentos, que estava prestes a enlouquecer. Juro, eu achei que realmente ia perder as estribeiras, como falam por aí. Senti cada parte de mim se despedaçar e tive pensamentos ruins. Não sobre o mundo, mas sobre mim. Sobre o meu propósito nessa vida. Não fique triste, sei que a culpa não foi sua. Sei que muitas pessoas te julgaram como o pior ano de todos os tempos, mas, eu sei que não é culpa sua.

    Por outro lado, sinto que esse foi o ano em que mais me libertei.
    Parei de me preocupar com o que os outros vão achar das minhas escolhas. Ter um blog pra quê? Essa roupa não combina com você. Seu cabelo fica melhor comprido. Tudo isso passou a ser blablabla. E não me arrependo de não dar ouvidos para o que os outros falam.
    E no meio das turbulências, encontrei meu eu espiritual. Pratiquei mais a empatia e a gratidão. Estou aprendendo a não julgar. E ainda estou tentando ser um ser humano melhor dia após dia. Não é fácil, mas eu não vou desistir.
    Também parei de achar que eu não sou boa o suficiente. Coloquei em minhas mãos a minha felicidade. Estou me aceitando como sou, cheia de falhas. Imperfeita. Humana.

    Não tô dizendo que agora sou invencível. Eu ainda tenho dúvidas e receios. Sei que ainda corro o risco de desanimar diante de um dia ruim. Mas, é como dizem, não é? É só um dia ruim, não uma vida ruim.

    2017... Você está indo embora e tudo o que posso dizer é que eu aprendi com você. A ser forte. A ser humana. A ser uma versão melhor de mim em cada novo dia. A ter esperança de que o mundo pode e vai ser melhor.
    Confesso que quis que você acabasse ali no meio do ano mesmo, mas sei que tudo acontece no seu tempo. Hoje posso olhar para você e ter a certeza de que quando olhar para trás, irei me lembrar de cada perda e de cada conquista com orgulho.

    Obrigada por ter sido um ano de reviravoltas e surpresas. Talvez eu sinta saudades, mas sinceramente espero que 2018 seja um ano bem melhor.

    Adeus, 2017.
    Com amor, Emy.


    . 31 de dez de 2017 .

    8 comentários

    1. Acho que 2017 foi um ano de extremos pra grande maioria.
      Achei muito bom seu texto.
      Feliz ano novo, que 2018 seja incrível para todos nós! ♥

      https://heyimwiththeband.blogspot.com.br/

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Oi Valéria! Realmente, 2017 foi um ano muito imprevisível, cheio de altos e baixos. Mas, a vida é isso, não é mesmo? É como uma montanha russa e a gente tem que aprender a se equilibrar nas suas subidas e nas descidas.

        Um excelente 2018 para todos nós, que esse seja um ano de muita luz e amor, pois o mundo precisa ♥

        Obrigada pela visita! Beijos

        Excluir
    2. Emy, linda, feliz ano novo.
      Aprendi muito com 2017 e assim como você descobri novas versões minhas.
      Quero que 2018 seja incrível.
      Muitas realizações pra vc

      Beijos *_*

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Oi Clay!
        É sempre um presente quando temos essa oportunidade né?
        Desejo que 2018 seja um excelente ano para nós! Merecemos, afinal, rsrs

        Beijos <3

        Excluir
    3. 2017 foi um ano de muito aprendizado para mim, também tive essa sensação de que coisas muito boas aconteceram mas que a balança também pesou um pouco para o outro lado! Desejo que 2018 seja leve, e que a gente consiga se inspirar um pouquinho a cada dia! Um beijo <3
      Colorindo Nuvens

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Oi Dai! <3
        Desejo que o ano de 2018 seja maravilhoso, cheio de novos aprendizados e muitas alegrias para todos nós! Estarei te acompanhando nesse ano também <3

        Beijos!!

        Excluir
    4. Que texto lindo! Fico muito feliz com a sua trajetória, com seus aprendizados, com sua aceitação. Isso é lindo, Emy, e me sinto privilegiada de estar te acompanhando nessa fase de tanto crescimento interno. Espero aprender um pouquinho com você <3

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Mi! Eu que fico muito feliz por ter amigas como você nessa minha nova (e maravilhosa) fase de blogueira hahahaha Espero que possamos mesmo evoluir juntas nesse novo ano de 2018! <3

        Excluir

    Deixe aqui um Oi. Vou adorar te conhecer!

    popular posts